Arquivo da categoria: Med. Tradicional Chinesa

Tuina

O termo “TuiNa” significa “empurrar e agarrar”. A principal diferença entre a massagem chinesa TuiNa e outros tipos de massagem consiste no facto de a massagem TuiNa ser feita após um diagnóstico que permita identificar os desequilíbrios energéticos de que o paciente é portador. Esta massagem tem como finalidade restabelecer o equilíbrio energético, enquanto que os outros tipos de massagem visam na sua maioria o relaxamento muscular.

É um sistema de massagem chinesa, desenvolvido há mais de mil anos, que estimula o desenvolvimento saudável do corpo, da mente e do espírito . É o fluxo e o equilíbrio do Qi (energia vital) no corpo que determina todos os aspectos desenvolvimento, da saúde e de potencial no ser humano.

A Massagem Chinesa TuiNa surge hoje, não só como um método terapêutico só por si, mas também como um poderoso instrumento de manutenção de uma saúde integral. Além de trabalhar todo o sistema tendino-muscular, actua a nível de equilíbrio dos meridianos energéticos, restabelecendo a saúde e o bem-estar.

Esta terapia com mais de 4000 anos tem sido associada à prática da acupunctura, sendo hoje utilizada separadamente como forma de tratamento de inúmeras patologias, estando as pessoas cada vez mais interessadas em procurar este tipo de terapia.

Ventosaterapia

Uma das mais utilizadas práticas de cura de civilizações antigas, simples e eficiente, de fácil aplicação, convive ainda hoje com a medicina ocidental em hospitais e centros médicos de todo o mundo: a ventosaterapia. Trata-se do método de utilização de ventosas, empregado — de acordo com a história da medicina — por quase todos os médicos da Roma antiga e que considera a estimulação sensorial e neurológica essencial para prevenir e curar vários problemas de saúde.

Assim como a acupunctura, a ventosaterapia também parte do princípio do equilíbrio de energias dos meridianos, ou seja, trabalha identificando pontos de desequilíbrio no organismo e desobstruindo os canais que levam a energia vital até os órgãos necessitados. Na prática, estímulos externos são realizados por uma espécie de vaso ou copo cónico de vidro ou de metal, aplicado sobre a pele e no interior do qual se rarefaz o ar com estopa queimada ou por outros processos a fim de determinar uma violenta aspiração que produza uma revulsão na parte doente do corpo a que se aplica.

Fitoterapia

A utilização de plantas com fins medicinais é, talvez, a forma mais antiga usada pelo homem para se curar. As plantas com propriedades terapêuticas podem ser utilizadas de várias formas. A mais comum é, sem dúvida, a infusão ou decocção (a vulgar tisana, com ou sem fervura da parte da planta empregue). Para além desta forma, encontram-se os comprimidos, as cápsulas, os extractos, as tinturas e as ampolas bebíveis; para uso externo existem os cremes e pomadas. Em qualquer dos casos podem-se utilizar raízes, partes aéreas, folhas ou flores, dependendo da planta em causa.

Shiatsu

O shiatsu nasceu no Japão. “Shi” significa dedo e “tsu” pressão. O Shiatsu é uma das ramificações da MTC (Medicina Tradicional Chinesa) que utiliza a pressão dos dedos (semelhante a uma massagem) em cima dos canais de energia ( pontos de acupunctura) do corpo (meridianos), equilibrando assim o fluxo da energia vital (“Qi”).

Indicações do Shiatsu
– Melhora a circulação do sangue e dos vasos linfáticos
– Produz relaxamento e alívio do stress
– Melhora a respiração
– Ajuda a manter a saúde e previne doenças.
– Problemas respiratórios, digestivos, circulatórios, musculares,
cardíacos, neurológicos, renais
– Dores de cabeça,
– Extremamente recomendado para problemas de dores nas costas:
lombalgia, cervicalgia, nervo ciático, entre outras.
– Relaxamento
– Melhora a concentração de quem recebe e de quem aplica.

O Terapeuta de Shiatsu, utiliza a pressão e técnicas especificas, para reequilibrar o sistema estrutural e energético do corpo humano. O shiatsu é ainda considerado uma terapia preventiva. Do ponto de vista de quem recebe a massagem Shiatsu, ela é muito relaxante, revigorante. Recomenda-se….

Reflexologia

A reflexologia é uma técnica específica de pressão que actua em pontos reflexos dos pés com base de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo humano. A pressão em diversos “pontos reflexos” ao longo dos pés, orelhas e mãos aliviam sintomas em qualquer outra parte do corpo. A Reflexologia também pode ser utilizada em auto-massagem, pode ser combinada com outras terapias e práticas, como a acupressão, shiatsu, yoga, tai chi, e muitas vezes inclui as mãos e outras partes do corpo, não se limitando aos pés.

Indicações

– Stress
– Insônia
– Cansaço
– Depressão
– Ansiedade
– Problemas coluna
– Dores de cabeça
– Relaxamento e bem estar
– Obstipação
– Retenção de liquidos ( edemas )

O ser humano adora tocar e ser tocado…..e os pés são sem dúvida uma das partes mais sensíveis do corpo humano.

Acupunctura

É uma terapia de origem chinesa que consiste na inserção de agulhas muito finas na superfície do corpo e em pontos muito específicos com o objectivo de reequilibrar a energia do organismo e assim eliminar a doença. Uma terapia 100% natural, quer por não se limitar a tratar os sintomas, mas também as causas profundas das patologias. Sabia que a OMS recomenda a acupunctura para o tratamento de 43 doenças. Lentamente, o mundo ocidental converte-se à terapia milenar chinesa.

Patologias que podem ser tratadas com a Acupunctura
– Dores musculares e articulares (lombar, cervical, ciatalgia, etc.)
– Dor de cabeça
– Alergias
– Problemas respiratórios (bronquite, gripe, etc.)
– Insônia
– Ansiedade
– Depressão
– Constipação
– Obesidade
– Obstipação
– Reumatismo
– Dor ciática
– Gastrite
– Distúrbios menstruais
– Hipertensão arterial
– Problemas renais
– Problemas circulatórios e cardíacos
– Paralisias
– Tabagismo
– Celulite